POR QUE MEU ROEDOR OU COELHO ESTÁ COM DIFICULDADE DE COMER?

Por Pablo César Pezoa Poblete

Médico Veterinário, MSc.
ZOOVET CONSULTORIA
Prof. PUC Minas- Disciplina: “Criação e Clínica de Animais Silvestres e Nao Convencionais”.

Sua chinchila, porquinho-da-índia ou coelho está com dificuldades em se alimentar? Vai no potinho, fica olhando pra ele, coloca um pouco da comida na boca e você percebe que ele coloca a ração de um lado pro outro com dificuldade de engolir? Notou um ranger de dentes que ele não fazia antes? Está emagrecendo? Tem grumos de pelo no queixo?

Se respondeu sim pra duas ou mais destas perguntas, seu animalzinho pode estar com problemas dentários!

Chinchilas, porquinhos-da-índia e mini-coelhos estão cada vez mais frequentes nos lares brasileiros. O grande problema é que muitas vezes quem vende estes animais não está comprometido em repassar as informações corretas e necessárias para a criação responsável, o que certamente impactará em graves problemas futuros.

Já colocamos neste blog, em post anterior, sobre a falta de compromisso da indústria de pets exóticos/não convencionais ao oferecer produtos sem embasamento técnico algum. O fato também ocorre em relação à alimentação de roedores herbívoros e coelhos. Estes animais tiveram uma evolução dentária completamente diferente de roedores onívoros e/ou granívoros, tais como o Twister, hamster e gerbil. Assim, nos roedores que se alimentam de vegetais, houve uma pressão de seleção para que  estes tivessem um crescimento permanente dos molares e pré-molares, obtendo, assim, vantagem sobre os que não tinham. Por exemplo, nas montanhas rochosas das cordilheiras dos Andes, quem conseguia se alimentar daquela vegetação de talos duros e baixos teores nutricionais levou vantagem evolutiva sobre os roedores que não conseguiam se alimentar destes. Os molares e pré-molares destes animais, ao roer talos tão duros, precisavam crescer constantemente já que o desgaste dentário era diário. E assim, a Chinchila se sobressaiu neste ambiente tão hostil. E o que aconteceu com a domesticação deste roedor? Nós, simplesmente, para facilitar nossa vida, oferecemos a ela uma ração de coelho ou sementes (!), rica em proteínas, gorduras e minerais e aquela dentição que há milhares de anos foi uma vantagem evolutiva, passa a ser “um problema” por esta alimentação do século XX. Fato semelhante ocorreu em coelhos e porquinho-da-índia.

Chinchila selvagem (Fonte: http://journals.worldnomads.com/)

Chinchila selvagem (Fonte: http://journals.worldnomads.com/)

Han?! Coelho não pode comer então ração de coelho???

Não! A menos que seu objetivo seja engordá-lo para depois servi-lo ao molho de mostarda! Caso não seja este seu objetivo, ainda que com variações de molho, e sim mantê-lo como estimação para que viva muitos anos na família, a alimentação não pode ser baseada na ração. Vemos assim que a ração de coelho foi fabricada para um coelho engordar e ser rapidamente abatido, não para que ele morra de velhice! Se gosta de seu coelho, não a use como base da alimentação! Prefira para roedores herbívoros (porquinho da índia e chinchilas) e coelhos, vegetais frescos e feno em rama. A ração é necessária, mas controlada. Eles precisam de alimentos com baixo teor calórico para mastigar bastante e desgastar seus dentes!

feno em rama

Feno em Rama. Os talos ajudam ao desgaste dentário.

Dúvidas? Procure sempre por informações confiáveis, e um veterinário especializado de sua cidade será o profissional capacitado para isso.

Se seu porquinho-da-índia, chinchila ou coelho já estiver com os sinais clínicos descritos no início deste post (dificuldades de comer, ranger de dentes e emagrecimento progressivo) , este deverá ser levado a um veterinário especializado para receber um desgaste dentário cirúrgico. Ele será anestesiado e, com a ajuda de um aparelho especial, os dentes serão debastados da forma correta. Em Belo Horizonte-MG, procure-nos!

IMG_7988

Porquinho da Índia sendo preparado para desgaste dentário cirúrgico pela equipe da ZOOVET CONSULTORIA

 Palavras chave: maloclusao dentária roedores, problemas dentários chinchilas, problemas dentários porquinho da índia, problemas dentários coelhos, chinchila porquinho-da-india coelhos dificuldade de comer, veterinário chinchila coelho porquinho da india bh belo horizonte.

Horário de Atendimento:

Seg:
Ter:
Qua:
Qui:
Sex:
Sáb:
Dom:
Feriados:
Aberto 24 horas
Aberto 24 horas
Aberto 24 horas
Aberto 24 horas
Aberto 24 horas
Aberto 24 horas
Aberto 24 horas
Aberto 24 horas
Av. Amazonas, 2474 – Santo Agostinho, Belo Horizonte – MG
Telefone.: +55 (31) 2516-4877
Emergência:+55 (31) 98538-8877
ESTACIONAMENTO PARA CLIENTES e rampa de acesso a cadeirantes

Nossa Fan Page:

Nosso Blog: